Me, Myself and I
14 de Junho de 2017.
UMa abre candidaturas
16 de Junho de 2017.

Um Mês, Um Tema de Junho

A Associação Académica da UMa organiza uma visita-palestra à Capela da Encarnação, geralmente encerrada, orientada por Cristina Trindade, no dia 24 de Junho, sábado, às 11:00.

Nossa Senhora da Encarnação foi um dos mosteiros femininos da Madeira, pertencentes à Ordem de Santa Clara.

A capela é do século XVI e o mosteiro que a ela se juntou foi criado na sequência da Aclamação de D. João VI como Rei de Portugal, por um cónego da Sé. Em 1651, foi reconhecido pelo Papa Inocêncio X, mas só em 1659, a Encarnação passa a seguir regras franciscanas, sob a tutela da Diocese. Tal como em Santa Clara, estas madres seguiam a regra de Isabel de França, que mitigava o voto de pobreza.

Durante a segunda ocupação britânica, o mosteiro serviu de caserna, passando as madres para Santa Clara.

Com as reformas do Duque D. Pedro e do Ministro Joaquim António de Aguiar, em 1834, o mosteiro fechou portas e os seus bens passaram à Fazenda Nacional em 1863. A última clarissa, Madre Vicência Violante do Céu, faleceu em 1890.

Os pertences foram dispersos de forma algo desregrada, no entanto importantes peças flamengas acham-se no Museu Diocesano de Arte Sacra do Funchal.

No início do século XX, o edifício original deu lugar a um seminário, sobrevivendo a capela e a antiga Casa do Coro. Hoje, no local, ergue-se o palácio verde da antiga Junta Geral que domina a Calçada da Encarnação e que acolheu, mais tarde, a Escola Bartolomeu Perestrelo. Logo ao lado, discreta, a Capela da Encarnação continua a olhar o Largo da Cruz Vermelha, onde em tempos estavam as Mercês.

Inscrições

As inscrições são gratuitas, exclusivas para os portadores do Passaporte Cultural, mas obrigatórias em qualquer Gaudeamus ou no espaço Naturalmente Português, no La Vie.

Sobre a Herança Madeirense

A Herança Madeirense congrega a oferta cultural e turística, promovida pela Associação Académica da Universidade da Madeira, que, entre outras actividades, dinamiza o Colégio dos Jesuítas do Funchal, a Igreja de S. João Evangelista, os Paços do Concelho do Funchal, a Assembleia Legislativa da Madeira e o centro histórico da cidade. Desde de Março de 2017, o Mosteiro de Santa Clara passou a integrar e a enriquecer a nossa oferta. Através dos circuitos culturais e históricos os nossos colaboradores ajudam o visitante a conhecer o rico património material e imaterial da nossa região, permitindo que o visitante explore como esses monumentos, e os seus ocupantes, ajudaram a moldar a nossa sociedade. A Associação Académica angaria os seus próprios fundos e depende do apoio dos seus visitantes, doadores, mecenas e voluntários. Através dos proveitos das visitas conseguimos financiar vários programas de apoio social cujos beneficiários são os estudantes da Universidade da Madeira.