5 de Agosto de 2017.

Chip debaixo da pele

O Hannes também usa o microchip para ir ao ginásio, a Clara já o usou para viajar no comboio, e o Jowan tem vários, nas duas mãos. Há mais empresas a instalar microchips – com o tamanho aproximado de grãos de arroz – nas mãos de trabalhadores. O objectivo é que possam entrar no escritório, aceder a computadores, fazer pequenos pagamentos (para café e snacks em máquinas) e utilizar impressoras sem precisar de chaves, códigos ou cartões. Desde 2015 que Hannes Sjöblad – um empresário interessado em explorar as possibilidades da tecnologia para melhorar o corpo humano – organiza pequenas festas para instalar os chips (que utilizam um sistema de identificação por radiofrequência, RFID) nas mãos dos colaboradores do Epicenter, um centro de inovação e parque empresarial em […]