4 de Julho de 2017.

Quando o ruído é demasiado

O avanço da chamada Internet das coisas ameaça lotar as frequências de rádio. E isso é um problema para os astrónomos à escuta das estrelas – e de possíveis sinais de vida extraterrestre. Ontem, eram apenas os telemóveis, os tablets e os computadores. Amanhã, serão cada vez mais os automóveis, as roupas que usamos, as casas e as cidades em que vivemos. O número de objectos conectados entre si e à Internet cresce com tal velocidade que são já mais do que o número de habitantes do planeta. No entanto, algo permanece inalterado: o espectro das ondas de rádio através das quais estes objectos falam entre si, um espaço já saturado pelas operadoras de telemóvel, as emissões de rádio e […]
27 de Junho de 2017.

Geoparque de Viana do Castelo

Depois de ganhar o Prémio Geoconservação 2016, o Geoparque Litoral de Viana do Castelo foi novamente distinguido. Desta vez, o projeto é o destaque no galardão de Melhor Município para Viver, atribuído à cidade vianense. Viana do Castelo recebe, esta terça-feira, 27 de junho, o Prémio de Melhor Município para Viver no domínio ambiental. O galardão será atribuído em virtude do projeto “Geoparque Litoral de Viana do Castelo”, desenvolvido numa investigação da Universidade do Minho. Ricardo Jorge Carvalhido, géologo da UMinho e líder científico do projeto, recebe amanhã, às 11h30, o prémio na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa. Esta será a segunda distinção para o Geoparque, depois de ter vencido o Prémio Geoconservação 2016, pelo grupo português da […]
20 de Junho de 2017.

Aridez dos solos em Portugal

Cerca de 63% do território do continente está classificado como estando susceptível à desertificação e 32,6% tem em solos em situação degradada. O Programa de Acção Nacional de Combate à Desertificação (PANCD) para o período 2008-2018 reconhece que 32,6% dos solos do território nacional já se encontram “em situação degradada” e que esta aridez “atinge a totalidade do interior Algarvio e do Alentejo”. O problema está a progredir para as zonas do noroeste, tradicionalmente uma das mais pluviosas da Europa, e a aumentar nas zonas do litoral sul e montanhas do centro do país. Neste sábado assinala-se o Dia Mundial de Combate à Desertificação. O PANCD esclarece ainda que, no último meio século, a área do território do continente mais […]
13 de Junho de 2017.

Um verão com ciência

“Há Ciência na Cidade!” é o nome de um ciclo de workshops que arranca amanhã e dura até setembro. Com a missão de aproximar a ciência e os investigadores do público, a iniciativa versará um tema diferente em cada oficina. Neste sábado, 10 de junho, a Escola de Ciências da Universidade do Minho dá início a uma série de workshops abertos ao público. Estas oficinas, que vão prolongar-se até setembro, fazem parte do ciclo denominado “Há Ciência na Cidade!”, cuja missão é aproximar a ciência dos cidadãos. O primeiro workshop é no sábado, entre as 10h e as 13h, no Centro de Física da UMinho, no campus de Gualtar. Com o tema “Plásticos inteligentes – como desenvolver sensores e superfícies […]
17 de Abril de 2017.

Ser mergulhador científico no país

É no Centro do país que se faz mais mergulho para fins científicos. Há 129 mergulhadores científicos em Portugal, segundo um inquérito da Associação Portuguesa de Mergulho Científico (Apormc) feito entre Janeiro de 2016 e Março de 2017. Daqueles, 95% utilizam o mergulho para estudar as ciências ambientais e da vida e 5% para as ciências humanas. A grande maioria dos mergulhadores (91%) tem mais de cinco anos de experiência. Depois, é no Centro do país que há mais mergulhadores (43%), seguido do Sul (20%), Açores (16%), Madeira (12%) e Norte (9%). Contudo, ainda há aspectos a desenvolver nesta actividade que deu os primeiros passos em Portugal nos anos 50. “Em termos legislativos, o mergulho com fins científicos está na […]